F1 – McLaren vai voltar a usar motores Mercedes em 2021

McLaren e Mercedes

A McLaren voltará a usar motores Mercedes em 2021, mudando da atual parceira Renault após apenas seis temporadas longe da fabricante alemã. A equipe inglesa fechou um acordo de quatro anos com os alemães para usar seus motores até pelo menos 2024.

A McLaren e a Mercedes tiveram sucesso em sua parceria anterior, conquistando três títulos de pilotos juntos, duas vezes com Mika Hakkinen em 1998 e 1999 e depois com Lewis Hamilton em 2008.

Em sua maioria, a parceria produziu um carro capaz de vencer corridas, antes que a McLaren tomasse a corajosa decisão de mudar para a Honda, uma escolha que não valeu a pena, já que eles lutaram por potência por três anos antes de se mudarem para a atual fornecedora Renault.

O CEO da McLaren, Zak Brown, disse: “Este acordo é um passo importante em nosso plano de longo prazo para retornar ao sucesso na Fórmula 1. A Mercedes é a referência, tanto como uma equipe como uma unidade de potência, então é natural que procuremos assegurar uma relação com a empresa para a próxima fase da nossa jornada”.

“Este anúncio reflete a confiança de nossos acionistas e é uma mensagem importante para nossos investidores, nossa equipe, parceiros e fãs, de que estamos comprometidos em devolver a McLaren à frente do grid”, concluiu ele.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

F1 – Toro Rosso pede para mudar o seu nome para 2020!

Toro Rosso

A Toro Rosso está planejando alterar o seu nome para a temporada 2020 para Alpha Tauri, algo sujeito à aprovação das outras equipes da Fórmula 1.

Alpha Tauri é o nome da marca de moda da Red Bull, e a equipe júnior da Red Bull aguarda agora o resultado de uma votação para aprovar a alteração.

Se aprovada, a Toro Rosso seria a terceira equipe nos últimos tempos a mudar de nome, depois de a Force India ter se tornado Racing Point e da Sauber ter se tornado Alfa Romeo.

A Toro Rosso, que significa Red Bull em italiano, está no grid desde 2006, quando assumiu o comando da equipe Minardi.

A equipe encontra-se atualmente em sexto lugar no campeonato de construtores e alcançou o seu segundo pódio (da história) nesta temporada, com Daniil Kvyat terminando em um impressionante terceiro lugar na Alemanha.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

Ceni publica carta, agradece parte do elenco, e diz que trabalharia de graça até tirar o Cruzeiro do rebaixamento

O agora ex-técnico do Cruzeiro, Rogério Ceni, fez uma carta de despedida do clube azul publicada nas redes sociais. Ceni foi demitido do cargo de treinador da Raposa na última quinta-feira, 26 de setembro, por divergências com parte do elenco estrelado.

Abel Braga foi confirmado em seu lugar na tarde de sexta-feira, 27. Rogério agradeceu a chance de treinar o Cruzeiro e disse que ofereceu comandar o time de graça até que a equipe deixasse o risco de queda para a segunda divisão.

-Ofereci à diretoria não receber meus vencimentos até que o clube garantisse sua permanência na Série A, lugar onde sempre pertenceu e sigo acreditando que permanecerá- disse Rogério Ceni.

No relato da carta, Rogério Ceni agradece por ter estado no Cruzeiro e lamenta não ter tirado o time do mau momento vivido no Brasileiro, onde ocupa a 17ª colocação, com 19 pontos, na zona do rebaixamento.

– Sou muito grato por ter tido a chance de estar à frente desse clube gigante e que, tenho certeza, vai sair dessa situação. Queria eu ter sido um dos responsáveis por mudar as coisas e devolver (alegria) a essa torcida, que me abraçou, comprou o desafio comigo e que está agora no meu coração junto com as de São Paulo e Fortaleza.

Em outro trecho da carta, Ceni destaca que sentia que o seu modelo de trabalho era o correto para o Cruzeiro no momento, porém ressaltou que não tinha o apoio de todo o elenco de jogadores.

– Planejei treinamentos, trabalhei com afinco, escalei e substituí com convicção de estar fazendo um trabalho pautado na ética, de entregar para a torcida um time baseado em princípios modernos de técnica aliada a alta intensidade. Mas para manter isso é necessário liberdade de trabalho e que todos comprassem conosco essa ideia. Agradeço muito a grande parte dos jogadores que correram e se dedicaram e a uma parte da diretoria que tentou me dar respaldo na implementação dessa ideia. Um clube vencedor só se faz com muita sintonia – disse Rogério Ceni.

Veja a carta completa

É o Cruzeiro! Eu disse isso quando cheguei e nesse até logo, mesmo não tendo conseguido atingir meu objetivo, reitero: é o Cruzeiro! E sou muito grato por ter tido a chance de estar a frente desse clube gigante e que, tenho certeza, vai sair dessa situação.

Queria eu ter sido um dos responsáveis por mudar as coisas e devolver a essa torcida, que me abraçou e comprou o desafio comigo e que está agora no meu coração junto com as de São Paulo e Fortaleza. Reafirmo que, diante da sua história vitoriosa, sua estrutura que pude acompanhar de perto e de seus funcionários sempre atentos e prestativos, tenho certeza que o Cruzeiro vai sair dessa situação.

Planejei treinamentos, trabalhei com afinco, escalei e substitui com convicção de estar fazendo um trabalho pautado na ética, de entregar para a torcida um time baseado em princípios modernos de técnica aliada a alta intensidade. Mas para manter isso é necessário liberdade de trabalho e que todos comprassem conosco essa ideia. E agradeço muito a grande parte dos jogadores que correram e se dedicaram e a uma parte da diretoria que tentou me dar respaldo na implementação dessa ideia. Um clube vencedor só se faz com muita sintonia.

Sabemos que a situação do futebol brasileiro de forma geral não é das melhores. Sofremos com um calendário apertado e corrido, com o desgaste e com fatores diversos. Na contramão disso tudo, o Cruzeiro se destacou há pouco tempo nesse cenário, competindo de igual pra igual com as potências financeiras. Hoje, a realidade é outra e precisa de atenção. Enxergando isso, eu vivi o Cruzeiro em sua totalidade, inclusive dormindo no CT por 21 dias, vivenciando um ambiente campeão para me tornar parte dessa história.
Para ganhar essa luta a união pelo Cruzeiro deveria ser maior que qualquer interesse pessoal. Em todas as esferas. E foi diante dessa crença que, inclusive, ofereci à diretoria não receber meus vencimentos até que o clube garantisse sua permanência na Série A, lugar onde sempre pertenceu e sigo acreditando que permanecerá.

Acredito sim que este seja um “até logo”. Minha história e a do Cruzeiro seguem se confluindo em diversos pontos e torço para que o tempo construa um caminho em que juntos possamos comemorar títulos e conquistas marcantes. Que possamos dar, um para o outro, novas conquistas e alegrias em nossas carreiras para esses 9 milhões de torcedores. 9 milhões mais um, agora.
É o Cruzeiro!

Diniz inicia trabalho no São Paulo com desafio para se mostrar versátil

Os últimos dias do São Paulo foram de intensa agitação, derrota para o Goiás no Morumbi, Cuca deixou o clube, Mancini assumiria interinamento no lugar, mas pouco depois Fernando Diniz foi anunciado como novo treinador. Tudo isso antes de enfrentar o líder do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 19h, no Maracanã. Embora seja uma parada dura, será a oportunidade para Diniz mostrar seu cartão de visitas e sua capacidade de ser versátil.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

Com apenas um treino com o time, na última sexta-feira, mesmo dia em que foi apresentado, o novo técnico tricolor mal teve tempo para aplicar o mínimo de sua filosofia de jogo na prática. Dessa forma, ele apostou na conversa com o elenco para tentar buscar um resultado positivo fora de casa, já que sabe que não seria possível mudar muita coisa no curto período.

– As necessidades são urgentes. Precisamos de vitória o quanto antes. É isso o que sustenta bom ambiente, acalma torcedor, alegra e dá sustentação ao trabalho – disse o comandante são-paulino em sua primeira coletiva.

Diniz “gastou” boa parte das atividades que precederam a viagem para o Rio de Janeiro para conversar com os jogadores, quando chegou e se apresentou, quando distribuiu os atletas em campo e quando encerrou o treinamento. A ideia é que essas conversas se estendam até o horário do jogo contra o Flamengo para aperfeiçoar o entendimento de todos.

Com estilo de jogo peculiar, de toque de bola e ofensividade, Diniz talvez terá de mudar essa característica para enfrentar o líder do campeonato, que vem sendo arrasador ofensivamente, principalmente dentro de casa. Uma exposição ao erro dentro do Maracanã lotado e com poucas horas de trabalho seria algo arriscado, mesmo para quem está chegando agora.

Dessa forma, o treinador do São Paulo terá de mostrar versatilidade em seu comando, algo que foi cobrado dele nos trabalhos anteriores, que até entregavam desempenho, mas deixavam a desejar nos resultados. Em sua coletiva de apresentação, Diniz disse não ser inflexível, nem teimoso e que já apresentou outras formas de jogar dentro das necessidades.

– Eu não sou uma pessoa inflexível. O trabalho do técnico é criar oportunidades e anular o adversário. Quanto mais chance você criar mais chance de vencer. No Fluminense contra o Atlético Nacional jogamos quase 70 minutos em bloco baixo. O meu estilo de jogo que eu adoto é para ter resultado. Acredito que se você jogar bem, você tem mais chance de ganhar. Quando possível jogar bem a gente vai jogar. Se precisar ser mais reativo vai ser – explicou.

Assim, a expectativa é de que não haja mudanças profundas na base que Cuca deixou. Uma alteração que pode ser feita sem mexer demais na estrutura seria a saída de Luan e a entrada de Liziero, cujo estilo de jogo se encaixa com o do treinador, de mais toque de bola e recurso técnico. Além disso, ele deve optar pela escalação dos mais experientes e “cascudos” do elenco.

A primeira impressão da torcida do São Paulo sobre o novo treinador será neste sábado, às 19h, no Maracanã, contra o Flamengo. O duelo é válido pela 22ª rodada do Brasileirão-2019, cujo líder é justamente o Rubro-Negro, com 48 pontos, enquanto o Tricolor aparece em sexto com 35.

Presidente do Palmeiras sobre Mano: ‘Resultados vieram como queremos’

Há menos de um mês, Maurício Galiotte vivia um momento de pressão não só de torcedores organizados, que ainda pedem a saída do diretor de futebol Alexandre Mattos, mas até de aliados internos. A troca de Luiz Felipe Scolari por Mano Menezes incomodou Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, que teve áudio vazado registrando sua reprovação. Cinco vitórias depois, o mandatário celebra um momento de confiança.

– Os resultados vêm acontecendo de acordo com o que pleiteávamos. Estamos evoluindo. O Palmeiras ainda tem muito a evoluir, mas o importante é estar na briga pelo título. Vamos brigar até o final – apontou Galiotte, que vê o Verdão vencer as cinco partidas sob o comando do técnico e estar a três pontos do líder Flamengo no Campeonato Brasileiro.

Com Mano, as cinco vitórias vieram com 13 gols marcados e três sofridos. O treinador pôs fim a um período de sete partidas sem vencer no Brasileiro e, sob suas mãos, o time acabou realizando o melhor primeiro turno da sua história na competição por pontos corridos, feito que não alcançou nem nos recentes títulos de 2016 e 2018.

– Pensamos em manter um perfil de comando com experiência, ganhador, e que pudesse liderar nosso grupo. Temos grandes jogadores, e sabemos que temos um potencial muito grande. Não estávamos com a performance que esperávamos, e a contratação do Mano Menezes foi técnica, pensando no que ele poderia nos apresentar. Um perfil que atende tudo que planejamos e gostaríamos: títulos e performance condizente com nosso elenco e camisa – elogiou Galiotte, já em paz com Del Grande.

– Logo depois do ocorrido, procurei o Seraphim Del Grande, que é um amigo, uma pessoa que colabora muito com a gestão. No momento da emoção, ele e expôs a opinião dele através de uma gravação. Respeito a opinião dele e de todos os palmeirenses, mas não posso abrir mão do comando. Sei exatamente o que estamos fazendo e onde queremos chegar. Jantamos, e o assunto está encerrado – assegurou.

– Respeito a opinião, mas fizemos uma contratação técnica. Contratamos o Mano pensando em todos os atributos, pensando na competência, pensando no histórico e tínhamos total convicção no momento da contração. Estamos vendo resultados e a expectativa é que ainda consigamos disputar o título.

Com essa expectativa, o Palmeiras se prepara para enfrentar o Inter, neste domingo, às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes, no sábado, às 19h, o Flamengo recebe o São Paulo, e o resultado pode obrigar o Verdão a vencer para não ampliar a distância ou dar a esperança de se aproximar, caso o time carioca tropece.

Artilheiro no Palmeiras, Luiz Adriano prepara reencontro com Inter, o seu 1º time

O jogo deste domingo entre Palmeiras e Inter, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro, vai trazer um sentimento especial para o atacante Luiz Adriano. O destaque do time alviverde voltará à cidade natal, Porto Alegre, para enfrentar pela primeira vez em partidas oficiais o clube no qual começou e pelo qual nunca escondeu nutrir um grande carinho.

Luiz Adriano tem nove jogos pelo Palmeiras, com seis gols marcados, uma assistência e uma relação cada vez melhor com a torcida. No entanto, quando aceitou sair do Spartak Moscou e acertar com o time alviverde, no fim de julho, o atacante experimentou o outro lado da relação passional entre jogadores e o público. O jogador recebeu xingamentos e reclamações nas redes sociais vindos de torcedores do Inter, insatisfeitos com o acerto entre Luiz Adriano e o Palmeiras.

O atacante foi revelado pelo Inter, no qual se destacou nas categorias de base ao lado de Alexandre Pato. Juntos, os dois ganharam em 2006 o Campeonato Brasileiro Sub-20 e no mesmo ano, atuaram como titulares na conquista do Mundial de Clubes da Fifa, no Japão. Luiz Adriano deixou Porto Alegre no começo de 2017 e ficou 12 anos fora do Brasil, período em que atuou por times da Ucrânia, Itália e Rússia.

Nesta jornada de mais de uma década, Luiz Adriano teve a oportunidade de enfrentar o Inter em um amistoso. O jogador estava no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e veio ao Brasil para uma intertemporada em janeiro de 2015. A equipe europeia enfrentou o time gaúcho e ganhou em pleno Beira-Rio por 2 a 1. Curiosamente, dois ex-jogadores do Inter marcaram os gols: Taison e o próprio Luiz Adriano.

O atual jogador do Palmeiras sempre demonstrou respeito e carinho pelo Inter em publicações nas redes sociais. Luiz Adriano procurou nos últimos anos comemorar datas festivas do clube gaúcho, como os aniversários da fundação e também da conquista do Mundial de Clubes, em 2006.

F1 – Red Bull vai receber novo combustível ainda em 2019

Red Bull-Honda

A Red Bull-Honda se beneficiará em breve de uma mistura de combustível atualizada. Esta semana, o chefe da equipe Christian Horner disse que parte da vantagem atual do motor Ferrari é por causa de um combustível “suculento” fornecido pela Shell.

Mas a parceira da Red Bull, a ExxonMobil, está trabalhando duro para igualar isso. O conselheiro técnico Dario Izzo admitiu que a Red Bull tem usado o mesmo combustível desde o início do ano.

“Normalmente ele muda mais vezes, mas este ano não foi possível nem necessário”, disse ele ao jornal La Gazzetta dello Sport. “A Honda está trabalhando de uma forma muito estruturada, de modo que não tivemos que fazer grandes mudanças”.

Mas ele diz que os planos para um combustível atualizado trarão mais cavalos de potência para a Red Bull-Honda. “Vamos trazer a atualização para o final desta temporada”, comentou Izzo.

“Esperamos que traga mais desempenho. Também o vemos como um teste para a temporada 2020”, acrescentou.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

F1 – Ferrari domina e Leclerc lidera TL3 em Sochi

Charles Leclerc

Charles Leclerc ditou o ritmo no terceiro treino livre para o GP da Rússia de Fórmula 1, na manhã deste sábado. O monegasco dominou a sessão, inicialmente com o tempo de 1m33.906s.

Depois, o ferrarista melhorou para 1m32.861s, e terminou com 1m32.733s. Ele ficou 0s316 à frente do seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel.

A Mercedes vem apresentando dificuldade em ritmo de classificação. Lewis Hamilton terminou a 0s396 em terceiro, seguido por Valtteri Bottas a 0s621.

Max Verstappen fez o quinto tempo com a Red Bull-Honda. Ele chegou a ficar a 0s4 de Leclerc com pneus médios, mas não conseguiu fazer uma volta rápida com compostos macios, tendo errado em uma volta na curva 2 e noutra na 13.

Romain Grosjean, com a Haas, ficou à frente da Red Bull de Alex Albon. Nico Hulkenberg (Renault), Lando Norris (McLaren) e Kevin Magnussen (Haas) completaram o top 10. Daniil Kvyat (Toro Rosso) parou pela pista com novo problema de motor.

Confira os tempos:

Pos. Piloto Equipe Tempo Dif. Voltas
1 Charles Leclerc Ferrari 1m32.733s 14
2 Sebastian Vettel Ferrari 1m33.049s 0.316s 15
3 Lewis Hamilton Mercedes 1m33.129s 0.396s 19
4 Valtteri Bottas Mercedes 1m33.354s 0.621s 18
5 Max Verstappen Red Bull/Honda 1m34.227s 1.494s 12
6 Romain Grosjean Haas/Ferrari 1m34.308s 1.575s 17
7 Alexander Albon Red Bull/Honda 1m34.371s 1.638s 21
8 Nico Hulkenberg Renault 1m34.421s 1.688s 13
9 Lando Norris McLaren/Renault 1m34.527s 1.794s 15
10 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 1m34.546s 1.813s 15
11 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 1m34.564s 1.831s 16
12 Daniel Ricciardo Renault 1m34.586s 1.853s 14
13 Carlos Sainz Jr. McLaren/Renault 1m34.607s 1.874s 18
14 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo/Ferrari 1m34.766s 2.033s 15
15 Sergio Perez Racing Point/Mercedes 1m34.860s 2.127s 7
16 Lance Stroll Racing Point/Mercedes 1m34.898s 2.165s 16
17 Kimi Raikkonen Alfa Romeo/Ferrari 1m35.714s 2.981s 19
18 George Russell Williams/Mercedes 1m36.011s 3.278s 18
19 Daniil Kvyat Toro Rosso/Honda 1m36.081s 3.348s 4
20 Robert Kubica Williams/Mercedes 1m36.942s 4.209s 19

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

Presidente de El Salvador é mesmo ‘o mais bonito’? Veja fotos e decida

‘):””},t.getDefinedParams=function(n,e){return e.filter(function(e){return n[e]}).reduce(function(e,t){return l(e,function(e,t,n){t in e?Object.defineProperty(e,t,{value:n,enumerable:!0,configurable:!0,writable:!0}):e[t]=n;return e}({},t,n[t]))},{})},t.isValidMediaTypes=function(e){var t=[“banner”,”native”,”video”];if(!Object.keys(e).every(function(e){return s()(t,e)}))return!1;if(e.video&&e.video.context)return s()([“instream”,”outstream”,”adpod”],e.video.context);return!0},t.getBidderRequest=function(e,t,n){return c()(e,function(e){return 0t[n]?-1:0}};var r=n(3),i=n(91),o=n.n(i),a=n(11),c=n.n(a),u=n(8),s=n.n(u),d=n(10);function f(e){return function(e){if(Array.isArray(e)){for(var t=0,n=new Array(e.length);t

“)}(r.script,r.impression_id);var o=p(m[r.size_id].split(“x”).map(function(e){return Number(e)}),2);n.width=o[0],n.height=o[1]}n.rubiconTargeting=(Array.isArray(r.targeting)?r.targeting:[]).reduce(function(e,r){return e[r.key]=r.values[0],e},{rpfl_elemid:i.adUnitCode}),e.push(n)}else c.logError(“Rubicon bid adapter Error: bidRequest undefined at index position:”.concat(t),s,a);return e},[]).sort(function(e,r){return(r.cpm||0)-(e.cpm||0)})},getUserSyncs:function(e,r,t){if(!j&&e.iframeEnabled){var i=””;return t&&”string”==typeof t.consentString&&(“boolean”==typeof t.gdprApplies?i+=”?gdpr=”.concat(Number(t.gdprApplies),”&gdpr_consent=”).concat(t.consentString):i+=”?gdpr_consent=”.concat(t.consentString)),j=!0,{type:”iframe”,url:o+i}}},transformBidParams:function(e,r){return c.convertTypes({accountId:”number”,siteId:”number”,zoneId:”number”},e)}};function g(e,r){var t=d.config.getConfig(“pageUrl”);return e.params.referrer?t=e.params.referrer:t||(t=r.refererInfo.referer),e.params.secure?t.replace(/^http:/i,”https:”):t}function y(e,r){var t=e.params;if(“video”===r){var i=[];return t.video&&t.video.playerWidth&&t.video.playerHeight?i=[t.video.playerWidth,t.video.playerHeight]:Array.isArray(c.deepAccess(e,”mediaTypes.video.playerSize”))&&1===e.mediaTypes.video.playerSize.length?i=e.mediaTypes.video.playerSize[0]:Array.isArray(e.sizes)&&0


México incinera 23,9 toneladas de maconha em ‘golpe’ contra tráfico

Imagens publicadas pela agência de notícias Reuters nesta sexta-feira (27) mostram nada menos que 23,9 toneladas de maconha sendo incineradas no 28º Batalhão de Infantaria em Tijuana, no México.

Segundo o jornal local Zeta Tijuana, além da maconha, foram queimados uma tonelada de metanfetamina, 19 kg de morfina e drogas como clonazepam, heroína e fentanil.

Victorino Porcayo, delegado do Ministério Público da República do México, disse na ocasião que a incineração significa um “duro golpe” para o narcotráfico — além de promover a remoção de uma quantidade considerável de drogas do mercado, de acordo com o Zeta Tijuana.

Porcayo destacou que a cidade de Tijuana fica no estado mexicano da Baixa Califórnia — cuja localização estratégica na fronteira facilita o trânsito de drogas para os Estados Unidos.