Rescisão de Sasha com o Santos é revogada e juiz responsável abandona o caso; entenda

O contrato do atacante Eduardo Sasha com o Santos foi reativado menos de 24 horas após a primeira decisão da 6ª Vara da Justiça do Trabalho de Santos, que concedia o direito de rescisão unilateral do vínculo.

O juiz responsável pelo caso, Carlos Ney Pereira Gurgel, se deu como suspeito de tomar a decisão por motivo de foro íntimo, de acordo com o inciso primeiro, do artigo 145 do Código de Processos Civis, que dá ao magistrado o direito de não declarar as suas razões para tal decisão.

Carlos deixou o comando do processo e um substituto será designado para um novo veredicto a partir desta segunda-feira (03). Enquanto isso, Sasha volta a ter vínculo com o Peixe, o que não significa que o novo responsável pelo caso repita a decisão inicial e permita novamente a rescisão do jogador com o Alvinegro Praiano.

Eduardo Sasha cobra do Santos os valores referentes a redução salarial dos últimos três meses, já que a diretoria reduziu os vencimentos do elenco em 70% sem o consentimento dos atletas, além de valores referentes ao FGTS e o 13º salário.

Deixe um comentário