DF deve ser 1º a estender quarentena até o fim de maio

A quarentena no Distrito Federal não acaba até o fim de maio. A informação é do governador Ibaneis Rocha (MDB), que publicou ontem um decreto que estende oficialmente o recolhimento social na capital federal até o dia 13 de abril.

Oficialmente, a quarentena do DF acabaria no próximo dia 5, mas o governo ampliou o prazo para mais uma semana.

Leia mais: Coronavírus: isolamento social precisa durar ao menos dois meses

Ao Estado, o governador reconheceu que, na prática, trata-se de uma formalidade, já que o pico da covid-19 no País está estimado para ocorrer entre a segunda quinzena de abril e início de maio. “Não tem último dia de quarentena.

O último dia será quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) disser que isso acabou, que teremos tratamento e pudermos sair com segurança”, disse. “A gente tem de ir fazendo isso aos poucos, liberando alguns setores que possam voltar ao trabalho, com menos impacto e que ajudem a população. Só isso.”

Segundo o governador, os decretos sobre as quarentenas são publicados antecipadamente para dar previsibilidade. Na última semana, o governo do DF liberou a abertura de correspondentes bancários e lotéricas, que atendem pessoas que recebem benefícios sociais.

Ibaneis está analisando alguns setores específicos, como oficinas mecânicas, que não têm aglomerações. “Estamos analisando caso a caso. Vamos cobrar compromissos de higienização, mas tudo está sendo analisado.”

As escolas seguirão de portas fechadas até o fim do semestre. “Sobre o retorno de aulas, por exemplo, eu não calculo o retorno antes de junho, de maneira nenhuma. Se todos nós, autoridades e população, seguirmos as orientações de isolamento e cuidados, mais cedo vamos sair dessa crise. A medida do isolamento é dura e difícil, mas é necessária”, disse Ibaneis.

Hospitais

Um total de 146 salas comerciais que rodeiam a estrutura do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, será transformado em um hospital de campanha para apoiar os atendimentos a pessoas contaminadas pelo coronavírus. “De hoje (ontem) para amanhã (hoje) estou publicando o edital de construção de nosso hospital de campanha do Distrito Federal”, disse. “A ideia é usar esse espaço. São áreas prontas, com energia e ar condicionado.”

O hospital de campanha vai receber pessoas que estavam em situação grave, mas se recuperaram e precisam ficar em um ambulatório, para observação. “Será um hospital de apoio, para servir na parte ambulatorial, não como UTI.” A estrutura deve ficar pronta entre 15 e 20 dias, segundo o governador. O DF tem cerca de 800 unidades de tratamento intensivo (UTIs) à disposição, se somados os da rede pública e privada.

Rio e SP

Ontem, o governo do Estado do Rio de Janeiro iniciou a montagem do hospital de campanha contra ao novo coronavírus no Maracanã. A estruturação teve início pela pista de atletismo desativada e a expectativa é de cerca de 400 leitos. Nesta semana, também deve começar a funcionar em São Paulo o hospital de campanha no Estádio do Pacaembu.

Surfista brasileiro está confinado em El Salvador por causa do coronavírus

O surfista João Neves está confinado em El Salvador por conta da pandemia do novo coronavírus. O brasileiro tinha passagem marcada para sair do local nesta quarta-feira, mas todos os voos no país foram cancelados por conta da quarentena imposta desde o último dia 17.

“Meu voo foi cancelado pela companhia aérea e recebi a notícia que marcaram a passagem somente para o dia 5 de maio. Desde a semana passada sou impossibilitado de sair para comprar comida ou qualquer coisa necessária. Tenho recebido ajuda dos locais para fazer o mínimo das necessidades”, conta João, que está sozinho numa pousada em El Cuco, na praia de Las Flores.

“A responsável pela pousada está deixando eu usar a cozinha e a internet. Uma pessoa ao centro e faz a compra da semana, mas sou só eu de hóspede desde o dia 17”, relatou o surfista.

João já entrou em contato com a embaixada do Brasil, mas segue sem retorno. “Contando comigo, parece que ainda tem 19 brasileiros aqui em El Salvador, porém estou sozinho neste lado do país. O restante está a quatro horas daqui, na capital, San Salvador. A situação está cada vez mais complicada”, ressalta.

Governo mantém fechada fronteira com Venezuela por mais 30 dias

Foi publicado na noite desta terça-feira (31) a portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública que prorroga o fechamento da fronteira do Brasil com a Venezuela por mais 30 dias.

Mais cedo o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, já havia anunciadoem coletiva de imprensa que prorrogaria o fechamento, determinado por ele em 19 de março.

Leia também: Japão amplia veto a viajantes de 73 países, incluindo o Brasil

A portaria mantém o fechamento alegando razões sanitárias, devido a crise relacionada a Covid-19 e proíbe a entrada exclusivamente de venezuelanos.

Brasileiros, autoridades e profissionais em missão humanitária, desde que autorizadas pelo governo brasileiro, não são afetados pela restrição.

Quem for pego descumprindo a decisão será deportado e fica imposibilitado de pedir refúgio, além de responder por processo civil e penal.

Justiça libera funcionamento de igrejas e casas lotéricas

O TRF2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região) atendeu a um pedido da AGU (Advocacia-Geral da União) e liberou a vigência de um decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro que colocava igrejas, templos religiosos e casas lotéricas como serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus, o que significa que eles podem funcionar.

A decisão também derrubou a proibição de que o governo federal e o município de Duque de Caxias (RJ) se abstivessem de adotar qualquer estímulo à não observância do isolamento social recomendado pela Organização Mundial da Saúde, assim como o pleno compromisso com o direito à informação e o dever de justificativa dos atos normativos e medidas de saúde, sob pena de multa. 

Leia mais: Justiça de SP derruba liminar que proibia atos religiosos

Em sua decisão, o presidente do TRF2, desembargador Reis Friede, afirmou que a Justiça de primeira instância havia usurpado anteriormente as competências do Legislativo e do Executivo e que existe ainda um perigo de ela perdurar.

“Isso porque a retirada das unidades lotéricas da lista de serviços e atividades essenciais acarretaria, na prática, a possibilidade de seu fechamento por decisão de governos locais, gerando o aumento do fluxo de pessoas nas agências bancárias tradicionais, implicando em aglomerações indesejadas no momento atualmente vivido pela sociedade brasileira”, determinou o desembargador.

África do Sul autoriza repatriação de brasileiros retidos, diz Itamaraty

O governo da África do sul autorizou o voo de repatriação de um grupo com aproximadamente 300 brasileiros que estão retidos em Johanesburgo desde o dia 26 de março em função das medidas restritivas adotadas pelas autoridades locais para combater a pandemia do novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo Itamaraty na noite desta terça-feria (31).

Leia também: Incerteza aflige brasileiros barrados por lockdown na África do Sul

O voo da empresa aérea Latam deverá decolar do solo sul-africano nesta quarta-feira (01), às 9h55 (horário em Brasília). O pouso no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo está previsto para às 11h no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, conforme informou o embaixador do Brasil na África do Sul, Nedilson Ricardo Jorge.

A contadora Clarissa Menezes, que mora em São Bernardo do Campos, na Grande São Paulo, revelou que os brasileiros estão distribuídos em 11 ônibus enviados pela Embaixada do Brasil, onde aguardam pelo embarque . A expectativa é que o grupo será encaminhado diretamente para a pista, sem a passagem pelo aeroporto local, que segue fechado. No entanto, os nomes de quem irá embarcar ainda não foram confirmados.

Segundo a brasileira, o sentimento de todos é de angústia, cansaço e torcida pela volta para casa. “A gente pode descer dos ônibus, pegar um ar e espichar as pernas. No meu ônibus, há familias com crianças, todos muito cansados, querendo informações. O sentimento é de ansiedade, falta de informação. Mas o maior de todos [os sentimentos] é a vontade louca de voltar para o Brasil”, desabafou a brasileira.

Leia também: Por que o novo coronavírus consegue se propagar com tanta eficiência

Clarissa contou ainda que os brasileiros hospedados em hoteis tiveram que entrar em acordo com os estabelecimentos para garantir a vaga, caso não consigam embarcar. “É uma angústia muito grande. Eu estava em uma casa de família. A proprietária estava preocupada com o retorno, porque vamos ter contato com 300 pessoas. Mas se comprometeu a nos receber de volta”, disse.

Enquanto esperam horas pela possibilidade de entrar na aeronave que os levará para casa após dias de incertezas, indefinições e angústia, Clarissa disse que os brasileiros ainda enfrentam a fiscalização rigorosa das forças policiais sul-africanas.

“A gente fez checkout, arrumamos as malas. Estamos um sono. As pessoas estão cansadas, com fome, aqui não tem banheiro. Está bem difícil. A polícia está aqui também e faz uma ronda. Uma coisa bem ostensiva. Mas a gente torce para conseguir embarcar nesse avião”, finalizou a contadora Clarissa Menezes.

De acordo com o embaixador brasileiro na África do Sul, Nedilson Ricardo Jorge, o grupo deverá se submeter ao rígido protocolo de controle sanitário, que será realizado pelas autoridades sul-africanas, antes do embarque para São Paulo

Em nota, a companhia aérea Latam informou que já repatriou 16.385 pessoas em 115 voos especiais até  30 de março de 2020 e que permitirá o retorno dos passageiros à América Latina partindo de diferentes partes do mundo.

Nesta quarta-feira (1), além dos passageiros brasileiros que estão em Johanesburgo, a companhia aérea tem programados os seguintes voos: Lisboa-São Paulo/Guarulhos, Sydney-Santiago e Auckland-Santiago, ambos com conexão em São Paulo/Guarulhos. 

A Latam ressaltou que, nas últimas semanas, já repatriou passageiros brasileiros que estavam em Cusco, Lima (Peru), Londres, Jamaica, Portugal, Punta Cana (República Dominicana), Israel e Santiago Chile), complementou o texto.

Cidade galesa esvaziada pelo coronavírus é ocupada por bodes

Um rebanho de bodes de caxemira invadiu uma estância litorânea do País de Gales depois que uma interdição do coronavírus deixou suas ruas desertas.

Os animais, que normalmente vagam livres em um pontal próximo que se projeta no Mar da Irlanda, foram perambular em Llandudno, onde passaram os últimos três dias se refestelando em cercas vivas e flores nos jardins.

Leia também: ONU: É preciso mobilizar 10% do PIB mundial para combater pandemia

Como outros países afetados pela crise global de coronavírus, o Reino Unido impôs medidas rigorosas de distanciamento social, incluindo o fechamento de lojas e escolas, e as autoridades estão pedindo a todos que fiquem em casa, exceto para viagens essenciais.

Vendo as ruas de Llandudno anormalmente tranquilas, os bodes têm tido liberdade para vaguear despreocupados.

A conselheira municipal Carol Marubbi disse que normalmente os bodes não entram na cidade, a menos que o clima esteja péssimo, mas que provavelmente perceberam que algo incomum estava acontecendo por haver tão poucas pessoas por perto.

“Acho que provavelmente eles estão se sentindo um pouco solitários e vieram dar uma olhada”, disse ela à Reuters por telefone.

Os bodes de caxemira vivem no pontal de Great Orme desde os dias da rainha Vitória, quando a espécie se tornou popular no Reino Unido devido a uma moda de xales feitos com sua lã suave de cashmere.

Marubbi disse que o rebanho de cerca de 150 bodes, alguns dos quais tiveram filhotes em fevereiro, são uma atração local bem conhecida e que a maioria dos moradores não se importa que eles mordisquem suas cercas vivas.

Covid-19: programa Inova360 analisa impactos e oportunidades da crise

O programa Inova360, exibido diariamente às 8h na Record News, apresenta essa semana a série “Covid-19 e o impacto na nova economia”. Empresários, empreendedores e executivos falam dos desafios e soluções para enfrentar o novo cenário econômico de isolamento social, trabalho remoto e migração dos negócios para o ambiente digital.

O Inova360 também estreia uma série diária de lives no Instagram @inova360, que começa às 8h15, após a exibição do programa na Record News, e às 22h. Nesta quarta-feira, o bate-papo do apresentador Reginaldo Pereira é com Tiago Lima, CEO da LinkApi, que oferece soluções que ajudam a acelerar a transformação digital em grandes empresas, via gestão de Apis e desenvolvimento de integrações de sistemas. Presente em 14 países, a LinkApi, tem clientes como Samsung, Colgate, Mercado Livre e i-Food.

Além de Lima, participam das lives do Inova360 essa semana a empresária Andreia Roma, CEO da Editora Leader, o palestrante, escritor e empresário Geraldo Rufino, o CEO da fintech Vamos Parcelar Pedro Rosa e o novo diretor-executivo da ABS Startups Amure Pinho.

SEPEC pretende acelerar startups com soluções de combate ao coronavírus

No episódio desta quarta-feira, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC), Carlos da Costa, do Ministério da Economia, dá detalhes do programa InovAtiva Brasil para combater os efeitos da crise gerada pela pandemia da covid-19.

O programa de aceleração de startups prevê “Demo Days” com startups que tenham soluções de combate ao coronavírus e que poderão se apresentar a investidores e ao governo.

Segundo Costa, o programa InovAtiva oferece canais para obtenção de financiamento, para mapeamento de soluções e oportunidades, cursos online gratuitos, registro de propriedade intelectual e acesso de recursos à startups de grande impacto social.

O programa Inova360 da Record News está em sua quarta temporada é o primeiro programa de TV focado em nova economia, negócios disruptivos, transformação digital e inovação. Estreou em 2018 e já exibiu mais de 200 episódios e 700 matérias.

Trump pede que norte-americanos se prepararem para ‘semanas duras’

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse em um pronunciamento nesta terça-feira (31), na Casa Branca, que os norte-americanos devem se preparar para “semanas duras pela frente” no combate à pandemia do novo coronavírus.

Leia também: ONU: É preciso mobilizar 10% do PIB mundial para combater pandemia

Foi a declaração mais pessimista do presidente desde o início da pandemia. “Quero que todos estejam preparados para os dias sombrios que virão. Teremos duas semanas muito duras pela frente”, disse Trump.

Em seguida, os principais assessores do presidente durante a crise da covid-19 apresentaram projeções matemáticas que embasaram as declarações dele. A equipe trabalha com uma projeção de 100 mil a 240 mil mortes pela doença em território norte-americano.

Até o momento, a Universidade Johns Hopkins contabiliza 3.857 mortos pela covid-19 no país. Para efeitos de comparação, 0 número mais baixo da previsão é quase o dobro do número de soldados que os EUA perderam durante a Guerra do Vietnã, cerca de 58 mil.

Na coletiva, Trump anunciou que as diretrizes de distanciamento social postas em prática em todo o país, com recomendações para evitar aglomerações e pedido para que o maior número possível de pessoas trabalhe de casa, vão durar até pelo menos 30 de abril.

Ele também disse que está considerando seriamente implementar restrições para entrada de cidadãos de países em que a pandemia ainda não esteja controlada, como o Brasil.

Novo cartão da Caixa para aposentado e pensionista com baixa taxa de juros e sem anuidade

Em parceria com a ELO, a Caixa lançou um novo cartão de crédito  para aposentado e pensionista do INSS, com menos de 75 anos. O cartão oferece as mesmas facilidades dos cartões de crédito convencionais para fazer compras em lojas físicas e pela Internet, tanto no Brasil quanto no exterior.

De acordo com a estatal, o cartão tem a facilidade do desconto de parte do pagamento da fatura, referente a margem de 5% no benefício do INSS (sendo essa a principal diferença em relação ao cartão de crédito convencional — parte do valor da fatura é descontado automaticamente no benefício).

Sendo que 95% do limite de crédito pode virar dinheiro na conta, basta solicitar no momento da contratação. Sobre esse valor vai acontecer a cobrança de juros rotativos, mais IOF contabilizados do dia do crédito em conta ao dia do pagamento da fatura.

E tem vantagens?

Sim, uma vantagem é anuidade zero, você vai pagar apenas a tarifa de R$ 15,00 para emitir o cartão, podendo parcelar esse valor em 3 vezes na fatura. Depois só vai pagar o que gastar. Não tendo mensalidade e nem anuidade.

Taxa de juros mais em conta: Até 3 vezes menor que a de um cartão convencional. Apenas 2,85% ao mês para o uso do rotativo.

Sem consulta ao SERASA ou ao SPC: Sem burocracia. Caso você tenha débitos com a Caixa, é melhor regularizar sua situação, antes da contratação.

Contratar:

O Cartão Caixa Simples está disponível para contratação nas agências de todo o Brasil, aos aposentados e pensionistas do INSS com menos de 75 anos .

Para você solicitar seu cartão será necessário ter os seguintes documentos em mãos:

RG

CPF

Comprovante Residência

Extrato de benefício

Como pagar a fatura?

Antes de efetuar o pagamento da fatura, confirme se houve desconto/averbação dos gastos do cartão no seu benefício INSS.

Opções de pagamento da fatura:

Efetuar o Pagamento do valor mínimo da sua fatura

Se o valor foi descontado/averbado do seu benefício, de forma automática, o pagamento mínimo de sua fatura já foi realizado. Mas se o valor não foi descontado/averbado no seu benefício de forma automática, você precisa realizar o pagamento mínimo de seus gastos utilizando o valor que consta no campo “Pagamento mínimo”.

Pagar o valor total dos gastos

Se o valor descontado no seu benefício não for suficiente para o pagamento total da sua fatura, você irá subtrair o valor já descontado no benefício do valor total que consta no campo “Total da fatura” e realizar o pagamento.

Efetuar o pagamento de um valor entre o mínimo e o total

Você também poderá pagar um valor parcial, entre o valor apresentado no campo “Pagamento mínimo” e o saldo do campo “Total da fatura”. Assim, o saldo restante será adicionado à próxima fatura, o que ocorrerá cobrança de juros.

Os gastos sendo menores que o valor da margem reservada

Quando o valor total das despesas for inferior ao valor da margem reservada, será descontado do seu benefício apenas o valor gasto que você tiver  e não acontecerá nenhum pagamento adicional. 

Acontecendo desconto no benefício ou folha somente quando houver utilização no cartão ou tarifa de emissão do cartão.

Caixa Avisa:

“Sua fatura é totalmente digital e será encaminhada para o seu e-mail cadastrado. Você também pode consultá-la no App Cartões Caixa, no Internet Banking ou no Mobile Banking Caixa. Ela pode ser paga nos terminais de autoatendimento, no Internet Banking, no Mobile Banking Caixa, Lotéricas ou na rede bancária.”

Dica extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Trump nega existência de decreto para adiar pagamento de tarifas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou nesta terça-feira (31), que tenha decidido adiar por três meses o pagamento de algumas tarifas. “Não sei quem está falando sobre pagamentos de tarifas”, disse o republicano.

Leia mais: EUA terão centenas de instalações temporárias para aliviar hospitais

Nesta terça-feira, fontes disseram à Bloomberg que Trump iria anunciar a medida por meio de decreto ainda nesta semana. Segundo as fontes, o benefício seria concedido apenas para importação de produtos das chamadas “nações mais favorecidas”, que têm vantagens comerciais com o país.

Em coletiva de imprensa na Casa Branca, Trump também disse que conversou com o presidente Russo, Vladimir Putin, e com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, sobre a guerra de preços do petróleo entre os dois países. O republicano declarou, ainda, que os outros dois líderes também estão em contato entre si e que ele pode se juntar às negociações, “caso seja necessário”.