Em jogo movimentado, Náutico e Operário-PR empatam sem gols

Nos Aflitos, o Náutico foi melhor, mas parou na retranca do Operário. No fim, o empate sem gols frustrou os dois times. Com o placar, o Timbu é o 15º, com um ponto. O Fantasma é o vice-líder, com quatro pontos.

Na próxima rodada, o Náutico recebe o CRB, nos Aflitos. O Operário-PR mede forças com o América-MG, no Independência.

O confronto

O Náutico foi melhor ao longo da etapa inicial. Com volume de jogo, o Timbu criou boas oportunidades, mas pecou na tranquilidade na hora de finalizar. Para entender a superioridade, em 16 minutos, o time de Recife havia desperdiçado duas chances claras com Kieza e Jean Carlos.

O Operário-PR, que adotou uma postura mais retraída, teve uma chance com Thomaz, que parou em Jefferson.

Nos minutos finais, o Timbu criou a última jogada com Rhaldney. No chute cruzado, o goleiro Rodrigo Viana salvou.

No segundo tempo, cada time teve uma chance antes dos 10 minutos. Pelo Náutico Kieza viu Sávio tirar a bola de cima da linha. Já o Fantasma desperdiçou em cabeçada de Juninho.

Apesar da velocidade dentro de campo, o ritmo faz equipes começou a cair drasticamente e o empate sem gols foi a consequência.

Após vitória, Léo vê Cruzeiro aguerrido e promete evolução por acesso

Capitão do Cruzeiro, Léo permaneceu na equipe nesta nova realidade, após rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com a clara missão de ajudar a levar o clube de volta à elite do nacional. No entanto, o plano ficou mais difícil com a perda de seis pontos na Série B por uma dívida na Fifa. Na noite desta terça-feira, o zagueiro foi essencial na vitória celeste sobre o Guarani por 3 a 2, no Brinco de Ouro da Princesa.

Léo fez o terceiro gol da equipe mineira, o seu 22º com a camisa celeste, em mais de 380 jogos. esta vez, o tento veio logo depois do gol de empate do Guarani. O zagueiro subiu no segundo andar para, de cabeça, dar o triunfo ao time mineiro.

“Sabíamos que o jogo seria disputado, aguerrido. O time deles gosta de ficar com a bola, soubemos controlar esse o ímpeto. Nosso time se doou bastante, foi bastante efetivo nas chances que teve, mas a equipe vem evoluindo a cada jogo e a cada treino. Hoje, foi um sinal de muita garra e concentração, com todo mundo junto para alcançar nossos objetivos, falou.

O defensor falou do poder de reação da equipe e deixou claro o objetivo da equipe: o acesso. “Esse espírito é bom de poder reagir, de enfrentar as adversidades. É muito importante. Feliz por ter marcado o gol e ajudado os companheiros. Passo a passo, vamos galgando em busca do nosso grande objetivo ao final do ano”, concluiu.

Com o resultado, o Cruzeiro deixou a zona de rebaixamento e zerou a pontuação, podendo iniciar definitivamente sua trajetória na Série B diante do Figueirense neste domingo, às 16h, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Weverton é poupado contra o Flu e Felipe Melo fora por quatro jogos

O Palmeiras não terá o goleiro Weverton na estreia do Campeonato Brasileiro contra o Fluminense, nesta quarta-feira (12) às 21h30, no Maracanã. O camisa 1 será poupado por Vanderlei Luxemburgo e Jailson entra como titular pela primeira vez no ano em uma partida como titular.

A informação foi dada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo em um live no Instagram organizada pela assessoria dele.

– O Palmeiras em algum momento vai ter de tomar uma decisão importante de preservar, como fiz agora. O Weverton está agarrando até agora, ele está com os pênaltis dentro dele. Deixei ele em São Paulo para descansar e vai jogar o Jailson, para tirar dele o Paulista. Amanhã vai acontecer isso com alguns jogadores, também – declarou Luxemburgo.

O técnico também falou sobre Felipe Melo, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda. O capitão atuou no sacrifício na final do Paulistão e agora deverá ficar fora por quatro jogos até a recuperação total.

– O Felipe Melo tinha uma lesão que vai deixar ele afastado por quatro jogos. Ele não jogaria o segundo jogo, jogou pelo departamento médico e a estrutura que oferece a chance de tratar o atleta. Com o Felipe Melo a dor dói menos que todo mundo. A estrutura do Palmeiras nunca vi nada igual no futebol brasileiro. É um negócio espetacular em todos os sentidos – completou Luxa.

Fábio elogia entrega e raça do Cruzeiro, mas reconhece que a equipe ainda precisa evoluir em campo

Apesar da vitória por 3 a 2 sobre o Guarani, nesta terça-feira, 11 de agosto, em Campinas, o Cruzeiro não fez um grande jogo. Teve muitas dificuldades ante o Bugre e “gastou” muita energia correndo atrás do rival, o que esgotou fisicamente a equipe celeste.

Todavia, houve um ponto positivo que aconteceu na estreia contra o Botafogo-SP e se repetiu no duelo no Brinco de Ouro da Princesa: o empenho e a força de reação rápida do time quando sofreu o gol.

Assim que tomou o primeiro, dois minutos depois empatou e depois virou. Quando levou o empate no segundo tempo, em pouco tempo também conseguiu marcar novamente. Isso prova que o time de Enderson Moreira em entrega física, mesmo carecendo de melhor organização tática e mais força ofensiva, se impondo diante dos adversários.

O goleiro Fábio corrobora a tese de raça do time, mas sabe que ainda há necessidade de evolução para a sequência da competição.

-Nos sabíamos que o jogo seria disputado, aguerrido. O time deles gosta de ficar com a bola, soubemos controlar o ímpeto deles. Nosso time se doou bastante, foi bastante efetivo nas chances que teve, mas a equipe vem evoluindo a cada jogo e a cada treino. Hoje, foi um sinal de muita garra e concentração, com todo mundo junto para alcançar nossos objetivos-disse no fim do jogo em entrevista ao Premiere.

A Raposa volta a campo domingo, 16 de agosto, às 16h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, contra o Figueirense, pela terceira rodada da Série B. Será o segundo jogo seguido do Cruzeiro fora de casa neste início da competição.

Com gol contra bizarro, Paraná vence o Avaí

Na Vila Capanema, o Paraná contou com um gol contra de Victor Sallinas para vencer o Avaí por 1 a 0. Com o resultado, o Tricolor chegou aos quaro pontos e fica na 3ª posição. O Leão é o 6º colocado, com três pontos.

O jogo

A etapa inicial foi truncada. Com um forte sistema defensivo, o Avaí não dava espaços ao Paraná e apostava na bola parada. No melhor momento, o Leão viu Sallinas ajeitar de cabeça e Renato parar em defesa de Alisson.

Do outro lado, o Tricolor não conseguiu criar absolutamente e irritou o técnico Allan Aal, que cansou de gritar com o time na tentativa de ajeitar a casa.

No segundo tempo o panorama mudou. Com um time avançado, o Tricolor jogou no campo do Avaí e deu trabalho. Na melhor chance, Jonhy soltou a bomba e a pelota explodiu no travessão.

Na bola parada, Renan Bressan era um veneno. Primeiro, o meia do Paraná assuntou em falta. Pouco depois, Frigeri salvou o que seria um gol olímpico.

Na pressão, o Tricolor novamente assustou na casa dos 23 minutos. Alemão chutou para a grande área, Thalles se esticou todo, mas não alcançou a bola, que saiu pela linha de fundo.

De tanto insistir, o Paraná marcou aos 40 minutos. Na cobrança de escanteio, Betão tentou afastar o perigo, acertou o companheiro Victor Sallinas e viu a bola morrer dentro da rede, 1 a 0.

Nos acréscimos, o Avaí teve a sua chance de empatar. Após lance aéreo, a bola foi ajeitada por Rafael Pereira e Valdivia, sozinho, bateu para fora.

Com 13 jogadores com covid-19, Imperatriz tenta adiar mais um jogo da Série C

O Imperatriz tenta junto à CBF adiar novamente sua estreia na Série C do Campeonato Brasileiro. Com 13 jogadores e um membro da comissão técnica com covid-19, o clube acionou a entidade e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para conseguir postergar o duelo contra o Jacuipense, marcado para este sábado, às 17 horas, no estádio Frei Epifânio.

A CBF aguarda o resultado da contraprova para se pronunciar sobre o caso. A entidade, até a noite desta terça-feira, não fez qualquer mudança na data da partida. Como os jogadores vinham treinando normalmente, é possível que o número de contaminados aumente. Pelo mesmo motivo, o time maranhense teve seu duelo contra o Treze, válido pela primeira rodada, no último final de semana, adiado.

Temendo um possível W.O., o Imperatriz vem traçando um plano B caso a resposta da CBF seja negativa. O elenco conta com oito jogadores que não testaram positivo para o novo coronavírus. Sendo assim a diretoria tenta inscrever os oito reforços, que sequer iniciaram treinamento com o restante do time, a tempo para o jogo contra o Jacuipense.

CASOS DE COVID-19 – O Imperatriz é apenas mais um time com surto de covid-19 em seu elenco. No Brasileirão, o Goiás precisou adiar seu jogo contra o São Paulo por conta de dez casos da doença em sua equipe. Na Série B, o CSA conseguiu o adiamento do confronto contra Chapecoense pelo mesmo time. No time de Alagoas, são 18 contaminados.

Balanço aponta déficit de R$ 41,6 milhões no Santos no 1º semestre do ano

O Santos publicou, nesta terça-feira, no portal da transparência, o balanço do segundo trimestre de 2020 com mais um déficit. O registro contábil do período de abril a junho aponta que o Santos teve prejuízo de R$ 21,9 milhões no período.

Com isso, o Santos fecha o primeiro semestre com um déficit total de R$ 41,6 milhões, pois as contas já haviam ficado negativas em R$ 19,7 milhões nos três primeiros meses do ano.

Ao apresentar os números, o Santos destaca que as receitas escassearam no período, especialmente a de bilheteria, tendo sido de R$ 18 milhões na segunda metade do semestre, sendo R$ 6 milhões de premiação e R$ 5 milhões de cotas de TV. Mas o clube reduziu a folha salarial, além de ter prorrogado os pagamentos de FGTS, INSS, PIS e de parcelas do Profut, aproveitando a permissão do governo federal.

“É notório que estamos vivendo um momento atípico que afetou todo econômica mundial e não está sendo diferente para os clubes de futebol. A paralisação dos campeonatos refletiu significativamente na redução das receitas bem como na redução de custos diretamente ligados às atividades relacionadas aos jogos”, diz o documento.

O presidente José Carlos Peres está no terceiro ano do seu mandato no Santos, com os balanços financeiros de 2018 e de 2019 tendo sido rejeitados pelo Conselho Deliberativo. A reprovação do ano passado pode, inclusive, render punições ao dirigente, incluindo a possibilidade de impeachment.

Trini Lopez, cantor de ‘La Bamba’, morre aos 83 anos de covid-19

Morreu nesta terça-feira (11), em Palm Springs, na Califórnia, o cantor e guitarrista Trini Lopez. O artista tinha 83 anos. De acordo com a revista Palm Springs Life, Lopez faleceu vítima da covid-19.

Trini Lopez nasceu em Dallas no estado do Texas, na Ashland Street, bairro Little Mexico. Aos 12 anos ganhou uma guitarra de seu pai, e já aos 15, tocava em uma boate chamada Cipango.

Fez sucesso com diversos hits, tais como a regravação de La Bamba, America, Perfidia, If I Had A Hammer, Lemon Tree, Corazón de Melón, entre outros. Participou também de filmes, como Os Doze Condenados (The Dirty Dozen) em companhia de, entre outros, Lee Marvin e Telly Savallas.

Lopez ganhou diversos prêmios dentre eles o “Lenda Viva” do ano de 2007.

São Paulo e Grêmio não se acertam e troca de Everton por Luciano trava

A negociação entre São Paulo e Grêmio pela troca de Everton por Luciano travou na noite desta terça-feira e pode melar. Uma conversa entre as duas diretorias terminou sem acordo e sem a certeza de que as tratativas serão retomadas.

Tanto Everton quanto Luciano já haviam topado a troca, mas o São Paulo não aceitou as condições propostas pelo Grêmio e preferiu não bater o martelo nesta noite, como esperava a diretoria gaúcha. Nenhuma das partes divulgou o que exatamente gerou a discordância, mas tem a ver, entre outras coisas, com os percentuais de direitos econômicos que caberiam a cada parte.

De acordo com a apuração do LANCE!, o Grêmio procurou o São Paulo sugerindo a troca. O clube paulista gostou da ideia, já que Luciano é um nome que agrada ao técnico Fernando Diniz, com quem trabalhou no Fluminense, e tem salários menores que os de Everton, que há tempos não consegue retomar a condição de titular. Mesmo antes da chegada de Diniz, o nome de Luciano já agradava os são-paulinos, tanto que o clube avaliou a contratação dele em 2019, quando estava deixando o Fluminense.

Luciano tem 27 anos e contrato com o Grêmio até dezembro de 2022, enquanto Everton, que está com 31 anos, tem vínculo com o Tricolor até o meio de 2021.

O São Paulo ainda tem uma dívida com o empresário Carlos Leite referente à compra de Everton em 2018. O agente emprestou R$ 11 milhões ao clube, que pagou R$ 15 milhões ao clube carioca para ter o jogador. Recentemente, Leite entrou na Justiça cobrando cerca de R$ 5,5 milhões que o Tricolor teria deixado pendentes.

O São Paulo não repassaria essa dívida ao Grêmio mesmo que Everton fosse para o Sul. Um caso parecido aconteceu com Raniel: o empresário André Cury emprestou o dinheiro para que o clube pudesse comprá-lo e vai recebê-lo do São Paulo, mesmo que o atacante hoje esteja no Santos. Nessa negociação com o Peixe, porém, o Tricolor obteve em troca os direitos econômicos de Vitor Bueno, que estava no Morumbi por empréstimo e assinou em definitivo.

Pressionados, Bahia e Coritiba medem forças em Salvador

Nesta quarta-feira, a partir das 20h30 (Horário de Brasília), em Pituaçu, Bahia e Coritiba se enfrentam pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Como chegam

Após a derrota na final da Copa do Nordeste, o clima esquentou de vez no Bahia. No fim de semana, o Tricolor faturou o estadual e amenizou um pouco da pressão em cima do contestado Roger Machado.

Para a estreia no Brasileirão, o Tricolor poderá utilizar o mesmo time que venceu o Baianão e tentar um início com o pé direito.

Do lado paranaense a pressão também entra em campo com força. Após o vice-estadual e o revés para o Inter, Eduardo Barroca e seus comandados precisam dar uma resposta diante do Bahia.

Na escalação, o treinador não vai poder escalar Patrick Vieira e Gabriel. Além de Thiago Lopes, Rafinha, Matheus Sales, Giovanni e Giovanni Augusto, todos lesionados.

Prováveis Escalações

Bahia: Anderson, João Pedro (Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho, Juninho Capixaba, Gregore, Flávio, Rodriguinho, Rossi, Fernandão e Élber. Técnico: Roger Machado.

Coritiba: Wilson; Natanael, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Galdezani, Renê Jr (Ruy); Wellissol, Igor Jesus e Robson. Técnico: Eduardo Barroca.