F1 – Russell e Latifi continuarão na Williams em 2021

Os pilotos da Williams, George Russell e Nicholas Latifi, disseram que continuarão na equipe na temporada 2021 da Fórmula 1.

“Eu ficarei na Williams em 2021”, confirmou Russell durante a conferência de imprensa da FIA em Hungaroring. “Eu assinei um contrato de três anos com a Williams, ficarei aqui em 2021 para dar sequência ao que começamos no ano passado e espero que continue neste ano”.

Russell, piloto júnior da Mercedes, afirmou que não ficou desapontado por perder a chance de se juntar à equipe campeã mundial no próximo ano.

“Não estou desapontado com a Mercedes de maneira nenhuma. Eles não poderiam fazer mais nada. Claire (Williams, vice-chefe da equipe) foi muito firme em sua decisão de que não estava pronta para me liberar”.

“No fim das contas, como eu tenho um contrato com a Williams, preciso respeitar essa decisão. Darei tudo o que tenho pela Williams neste ano e no próximo, e vamos ver o que acontecerá depois”.

Latifi, companheiro de Russell, disse que tem “um acordo de múltiplos anos com a equipe, então estarei aqui em 2021”.

A Williams anunciou em maio que está buscando investimentos potencialmente com a venda para um novo proprietário. Contudo, ambos os pilotos acreditam que isso não afetará suas posições na equipe.

“Eu tenho um contrato, então se o proprietário ou alguma coisa mudar no próximo ano, isso realmente não deve ser afetado”, declarou Latifi. “Então, estou focado apenas no meu trabalho e vamos ver o que acontece”.

A Williams confirmou posteriormente nas mídias sociais que os dois pilotos continuarão na equipe no próximo ano.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

Thunder Fight retorna com eventos de Jiu-Jitsu e programa duas edições em São Paulo; confira mais detalhes

Publicado em 16/07/2020 por: Mateus Machado

Thunder Fight retorna com eventos de Jiu-Jitsu e programa duas edições em São Paulo; confira mais detalhesThunder Fight vai retomar suas atividades com dois eventos de Jiu-Jitsu (Foto: Divulgação/Thunder Fight)

publicidade

Uma das maiores organizações de MMA do Brasil está de volta com eventos de Jiu-Jitsu e um novo formato de competições foi montado para atender o protocolo de segurança com as normas da OMS e do Ministério da Saúde. Respeitando todas as regras de distanciamento e medidas de combate à pandemia da Covid-19, o Thunder Fight liga o “start” das artes marciais em São Paulo nos dias 1 e 2 de agosto.

A organização traz para o público de lutas um evento que visa entreter os amantes da arte suave e levar a mensagem positiva que, em breve, todos estaremos praticando o esporte.

Ao todo, a franquia preparou três categorias em cada dia de competição, contendo até 16 atletas, divididos em três períodos (Manhã/Tarde/Noite). Todos atletas serão testados no dia da competição e uma empresa de higienização foi contratada para sanitizar o local e higienizar os vestiários e a área de luta.

O evento não terá presença de público, mas os fãs da arte suave podem adquirir o pay-per-view do evento, que passará ao vivo pela internet.

Informações:

Sábado, 01 de agosto de 2020:

-GP Leve Adulto Azul Feminino (Ate 61 Kg)
-GP Médio Adulto Azul Feminino (Ate 71 Kg)
-GP Pesado Adulto Azul Masculino (A partir de 87 até 105 Kg)

Domingo, 02 de agosto de 2020:

-GP Leve Adulto Roxa Feminino (Ate 61 Kg)
-GP Médio Adulto Roxa Feminino (Ate 71 Kg)
-GP Pesado Adulto Roxa Feminino (A partir de 72kg até 85kg)

SERVIÇO:

Thunder Fight BJJ
Data: 01 e 02 de Agosto de 2020
Inscrições e Informações: https://bit.ly/3fzHavk
Pay-Per-View: https://bit.ly/2B20D8M

Williams comemora retorno do Pernambucano e projeta duelo decisivo: ‘Muito ansioso para voltar’

Após de pouco mais de quatro meses de paralisação devido à pandemia, o lateral-direito Williams Bahia não consegue esconder a ansiedade para o retorno do Campeonato Pernambucano, que acontecerá no próximo domingo (19).

Em preparação para o duelo decisivo do Náutico com o Salgueiro marcado para às 16h (horário de Brasília), que vale vaga na próxima fase da competição, o prata da casa comemorou a volta da competição.

– Confesso que estou muito feliz em ter voltado aos treinos e mais ainda por já ter data marcada para o retorno dos jogos. Estou muito ansioso para voltar a atuar – disse o atleta de 20 anos de idade que subiu para o elenco profissional nesta temporada e já disputou três jogos.

Para voltar em alta para as atividades, já mirando também o compromisso que vale a classificação para o Timbu, Williams destacou a preparação forte e dedicação nos treinamentos.

– Mantenho o meu foco no trabalho e procuro sempre dar o meu melhor nos treinos para, quando precisar, eu estar preparado – concluiu.

Com dois brasileiros e feras do peso mosca, BRAVE CF anuncia torneio para definir campeão da divisão; saiba mais

Publicado em 16/07/2020 por: Mateus Machado

Com dois brasileiros e feras do peso mosca, BRAVE CF anuncia torneio para definir campeão da divisão; saiba maisBrasileiro Marcel Adur terá pela frente o ex-UFC Dustin Ortiz no torneio (Foto: Divulgação/BRAVE CF)

publicidade

O BRAVE Combat Federation, principal evento de MMA do Oriente Médio, anunciou o retorno do torneio para coroar seu primeiro campeão peso mosca e definiu os confrontos de quartas de final, que terá a presença de brasileiros e outros astros da categoria.

O torneio, que ainda não tem data anunciada para começar, e vai se estender ao longo de múltiplos eventos, colocará na disputa oito dos melhores atletas do peso mosca internacional e contará com a presença de dois representantes brasileiros: Marcel Adur e Flávio de Queiroz.

Dono do maior número de nocautes na divisão (3), Marcel Adur enfrenta o ex-UFC Dustin Ortiz, dos Estados Unidos, na primeira rodada do torneio. Além de Adur, veterano do BRAVE CF, o Brasil também será representado por Flávio de Queiroz, pupilo do ex-campeão peso leve Lucas “Mineiro” na Capital da Luta. “Flavinho” enfrenta o russo Velimurad Alkhasov, conhecido por já ter conquistado um título mundial no Sambo.

As outras duas lutas anunciadas para as quartas de final terão alguns dos maiores astros do peso mosca no MMA mundial. Campeão mundial amador e campeão em dois pesos no Titan FC, Jose “Shorty” Torres enfrenta o veterano Sean Santella, ranqueado no topo de sua divisão nos Estados Unidos.

O outro combate será entre Zach Makovsky, ex-campeão peso galo do Bellator, e Abdul Hussein, que a exemplo de Torres, também já foi campeão mundial amador. O chaveamento completo do torneio será divulgado em breve.

O nível dos atletas escalados e os confrontos postos pelo BRAVE Combat Federation no torneio pelo título mundial peso mosca demonstram a profundidade do plantel da organização do Bahrein e reforçam a vocação do evento em promover um novo sistema para o MMA, no qual talento e habilidades, ao invés de capacidade de marketing, são premiadas adequadamente.

Torneio peso mosca do BRAVE CF:

Quartas de final:
Marcel Adur x Dustin Ortiz
Zach Makovsky x Abdul Hussein
Velimurad Alkhasov x Flávio de Queiroz
Jose Torres x Sean Santella

Momento fofo de Hamilton com Roscoe, seu cachorro barulhento

Sempre que Lewis Hamilton tem um tempinho de descanso, o hexacampeão da Fórmula 1 dá um jeito de ficar com seu buldogue Roscoe. É um mimo só!

Mas as brincadeiras também valem entre o pet que o inglês chama de filho. Em vídeo publicado no Instagram, o piloto comenta: “Roscoe na pior = ele precisa de bons protetores de orelha para suportar seus roncos”.

Os buldogues são conhecidos por roncar muito, já que os focinhos deles são achatados. Vale lembrar que Hamilton não pode reclamar, já que é um fanático por esses cachorrinhos.

Além do Roscoe, ele tinha a Coco, que morreu há quase um mês e deixou o campeão bem triste.

Os filhos pets do corredor da Mercedes sempre foram muito presentes nos circuitos da F1 espalhados pelo mundo. Confira!  

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

CBF quer padronizar testes para covid-19 e aciona hospital para o Brasileirão

Preocupada com possíveis casos de covid-19 durante o Campeonato Brasileiro, a CBF quer padronizar a realização de testes para detecção da doença feitos nos jogadores. O Estadão apurou que a entidade pensa em elaborar um plano para centralizar os exames no hospital Albert Einstein, para que tudo seja feito de forma padronizada e com maior grau de acerto.

Tanto a CBF como o hospital foram procurados pela reportagem e afirmaram que vão fazer mais reuniões nos próximos dias para alinharem como será esse projeto. O Campeonato Brasileiro terá início em agosto e vai durar até fevereiro do ano que vem, cercado de preocupações como o novo coronavírus. Testes frequentes, monitoramento de sintomas e jogos com os portões fechados estão entre as propostas.

O objetivo da CBF é conseguir testar os jogadores com um exame feito com os mesmos parâmetros para todos os jogadores. Atualmente, os clubes têm examinado os atletas com dois diferentes tipos de detecção do coronavírus. O exame PCR é o de coleta de secreção nasal e o de sorologia é feito a partir da coleta de sangue. Os departamentos médicos dos times têm utilizado equipamentos de 14 diferentes fabricantes.

Por causa dessa quantidade, a CBF considera ser necessário ter um padronização capaz de mostrar resultados mais reais das coletas. Até agora, somente os 20 times da Série A tiveram mais de cem jogadores com testes positivos para covid-19. O temor é que o número possa ser maior, até devido à quantidade de exames cujos resultados foram considerados inconclusivos.

A CBF tem como preocupação evitar o aumento brusco de casos depois do início do Brasileirão, quando as equipes vão ter uma agenda extensa de voos, espera em aeroportos e passagens por hotéis, ambientes que vão propiciar mais risco de contato com o vírus. O Campeonato Catarinense, por exemplo, foi suspenso após um grande aumento de casos. Episódios como esse servem de alerta para a CBF se precaver e garantir assim o desenrolar do calendário sem nenhum contratempo.

Dos times brasileiros, o que mais teve casos de covid-19 dentro do elenco foi o Corinthians, com mais de 20 confirmações. O consultor médico do clube, Joaquim Grava, afirmou que a elevada quantidade se explica justamente pelo clube ter realizado exames com um grau de sensibilidade maior do que o feito pelas demais equipes. Na opinião dele, quanto mais padronizada for a testagem, mais precisos serão os resultados.

“Os jogadores serão testados no sábado, mas isso não afirma 100% que estará todo mundo bem para jogar. O fato de você testar no sábado não significa que domingo, segunda ou terça o jogador não possa se infectar”, afirmou Grava ao Estadão. “O teste rápido, aquele de furar o dedinho, não tem nenhuma validade, aquele tem até 70% de erro”, comentou.

O médico consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) Alberto Chebabo também considera mais adequado se ter uma uniformidade de parâmetro na condução dos exames. “Padronizar é o ideal porque você coloca todos os jogadores de todos os times para serem analisados pelo mesmo laboratório ou hospital. Isso cria igualdade importante para se ter um panorama de como estão os possíveis casos”, disse ao Estadão.

(COLABOROU RAUL VITOR)

Com revelação da franquia, Bellator divulga card completo para retorno; Lyoto e Phil Davis fazem revanche em setembro

Publicado em 16/07/2020 por: Diogo Santarém

Com revelação da franquia, Bellator divulga card completo para retorno; Lyoto e Phil Davis fazem revanche em setembroLyoto Machida e Phil Davis vão se enfrentar novamente, agora pelo Bellator (Foto: Gleidson Venga)

publicidade

De olho nos próximos eventos depois de anunciar sua volta em meio à pandemia do novo coronavírus, o Bellator programa um importante combate pela categoria dos meio-pesados para o dia 11 de setembro. Segundo divulgou o Combate.com, a organização vai colocar Lyoto Machida e Phil Davis frente a frente, na luta principal da noite. O confronto será uma revanche, já que em 2013, Davis derrotou o brasileiro por decisão unânime no UFC Rio 4.

Aos 42 anos, Lyoto é ex-campeão do UFC e está desde 2018 no Bellator, onde contabiliza duas vitórias e uma derrota. Em sua última apresentação, o “Dragão” perdeu para Gegard Mousasi por decisão dividida.

Sete anos mais novo que o brasileiro, Phil Davis, 35, também é ex-lutador do Ultimate, mas está desde 2015 no Bellator, onde tem oito triunfos e apenas dois reveses em dez lutas. O americano vem de duas vitórias.

Bellator divulga card completo para retomada

Após cinco meses, o Bellator se prepara para retornar às atividades no próximo dia 24 de julho, com a edição de número 242, na Mohegan Sun Arena, localizada na cidade de Uncasville, em Connecticut (EUA). E na última quarta-feira (15), a organização divulgou o card completo do evento, que terá o já divulgado combate entre Sergio Pettis e Ricky Bandejas, pelo peso galo, na luta principal da noite.

No co-main event, Jason Jackson e Jordan Mein vão se enfrentar pela divisão dos meio-médios. Completam o card principal Tywan Claxton x Jay Jay Wilson, além do retorno do prospecto Aaron Pico, uma das principais revelações do Bellator e que vai enfrentar Chris Hatley Jr no peso pena. Ao todo, serão sete combates.

CARD COMPLETO:

Bellator 242
Mohegan Sun Arena, Connecticut (EUA)
Sexta-feira, 24 de julho de 2020

Card principal
Sergio Pettis x Ricky Bandejas
Jason Jackson x Jordan Mein
Tywan Claxton x Jay Jay Wilson
Aaron Pico x Chris Hatley Jr.

Card preliminar
Logan Storley x Mark Lemminger
Raufeon Stots x Cass Bell
Steve Mowry x Rudy Schaffroth

Thomas Meunier critica e desmente Leonardo, diretor esportivo do PSG

O lateral direito Thomas Meunier não deve jogar a Liga dos Campeões com o Paris Saint-Germain, apesar da permissão do Borussia Dortmund. O clube francês se negou a cumprir as condições do belga e da equipe alemão. Em entrevista à agência “DPA”, o defensor criticou a postura de Leonardo, diretor esportivo do time da capital francesa.

– Leonardo nunca tentou chegar em um acordo com o Dortmund e muito menos comigo. Queria que fosse jogar no PSG praticamente de graça. Leonardo disse à imprensa francesa que me neguei a prorrogar o contrato, mas não é verdade e quero deixar claro.

Meunier terminou seu vínculo com os franceses no último dia 30 de junho e não chegou em um acordo para ampliar sua permanência até o fim da disputa da Liga dos Campeões, como fez Cavani. Contratado pelo Dortmund, o novo time deu permissão para que o belga terminasse a competição com o PSG, mas tudo indica que Neymar e companhia jogarão sem o lateral.

Após êxito do City em ação, clube turco vai à CAS para jogar Liga dos Campeões

Outro clube de futebol europeu banido da Liga dos Campeões por violar as regras do fair-play financeiro está envolvido em ação na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) para reverter punição imposta pela Fifa.

Três dias após juízes da CAS anularem a proibição do Manchester City de disputar as duas próximas edições do torneio, o candidato ao título turco Trabzonspor participou de audiência no tribunal sobre o seu recurso contra exclusão por uma temporada da competição.

Um veredicto é esperado para ser dado até 3 de agosto, prazo estabelecido pela Uefa para as federações nacionais confirmarem os seus clubes representantes na Liga dos Campeões e na Liga Europa da próxima temporada.

O Trabzonspor é o segundo colocado no Campeonato Turco, quatro pontos atrás do Istanbul Basaksehir, com duas rodadas restantes. Está cinco pontos à frente do Sivasspor, o terceiro.

O vencedor da liga vai direto para a fase de grupos da Liga dos Campeões. O segundo colocado entrará na etapas preliminares, precisando ganhar três mata-matas para avançar aos grupos. Se o Trabzonspor perder a sua ação, o Istanbul Basaksehir terá seu lugar garantido na fase de grupos e vai assegurar dezenas de milhões de euros em premiação da Uefa.

O painel de finanças do clube da Uefa baniu o Trabzonspor no mês passado por falta de cumprimento de determinações financeiras em 2019, estabelecidas como parte de um acordo de liquidação três anos antes para outras violações às regras do fair-play financeiro.

O caso de Trabzonspor é mais rotineiro do que a complexa investigação envolvendo o Manchester City, cuja vitória legal na segunda-feira levantou dúvidas sobre o futuro das regras financeiras da Uefa.

Tricampeã do Mr. Olympia e referência fitness, brasileira Susana Rodriguez compartilha treinamentos; assista

Publicado em 16/07/2020 por: Diogo Santarém

Tricampeã do Mr. Olympia e referência fitness, brasileira Susana Rodriguez compartilha treinamentos; assistaBrasileira Susana Rodriguez é tricampeã do Mr. Olympia e referência no meio (Foto arquivo pessoal)

publicidade

Atleta Wellness Pro e tricampeã do Mr. Olympia – renomada competição internacional de fisiculturismo criada em 1965, em Nova York (EUA) -, a brasileira Susana Rodriguez é referência no mundo fitness e inspira, todos os dias, outras pessoas a mudarem o seu estilo de vida.

Em bate-papo com a TATAME, Susana relembrou como ocorreu essa mudança para ela, destacando sua motivação a partir de uma baixo autoestima: “Na época eu não estava mais gostando do que via no espelho, então procurei ajuda de pessoas do meio fitness para me orientarem, pessoas que realmente entendiam do assunto. Depois foi surgindo a vontade de competir, mas nunca imaginei de me tornar a primeira Wellness Profissional”, disse, para continuar.

“O maior desafio (nas competições) é dominar a mente ao ponto que nada externo afete o seu objetivo. (…) Hoje eu sinto um enorme orgulho de representar uma categoria que foi criada no Brasil, mundialmente. E logo sendo uma referência mundial. É um sonho pra mim, e meu próximo passo é disputar o primeiro campeonato como profissional que será realizado aqui no Brasil, em novembro”.

Susana, que também é estudante de Nutrição e micro empresária em uma loja fitness, contou que treina de segunda a sábado, e antes das competições, aumenta o ritmo para todos os dias. Durante a pandemia do novo coronavírus, a atleta vem treinando sozinha, em uma academia disponível apenas para ela.

“O que eu posso dizer, principalmente para as incitantes, é que não há glória sem esforço. É como qualquer outro trabalho, se você quer ser o melhor, tem que mostrar o seu melhor todos os dias. É um esporte que exige sua dedicação 24 horas por dia. E se eu pude, qualquer um pode”, encerrou.

Confira abaixo um pouco do treinamento de Susana Rodriguez:

“Minhas preparações tem um prazo de no mínimo 10 semanas. Faço aeróbicos em jejum durante 30 minutos e à noite mais 30 minutos durante este período. A dieta normalmente permanece a mesma do início ao fim, priorizando proteínas magras, de 3 em 3 horas, totalizando seis refeições por dia, e nas duas últimas semanas as vezes mexemos na quantidade de carboidrato, diminuindo. Por fim, treino intenso de musculação seis vezes por semana, com duração de 1h, comandado pelo meu personal Marcos Aurélio. Meu coach/preparador Ricardo Pannain faz o acompanhamento online, de como o físico está se encaixando para o grande dia da competição”.